30º Fepoc premia melhores compositores e intérpretes


O Teatro Municipal recebeu na sexta, 26 de outubro, festa de premiação do 30º Festival de Poemas de Cerquilho (Fepoc). Objetivo foi incentivar e valorizar o desenvolvimento da criação literária na expressão poesia e interpretação. Noite de premiações foi aberta com apresentação do Quarteto Abayomi, formado por Gabriele Leite, Guilherme Sparrapan, Juliana Oliveira e Josiane Gonçalves.
Na sequência, as 20 poesias previamente selecionadas foram interpretadas. A Comissão de Interpretação foi composta por Estér Aparecida Moreira (comunicadora), Dieferson Gomes (artista) e André Luiz Camargo (ator).
O 1º lugar da categoria ficou para a intérprete Lucimara Portela (Cerquilho), que declamou o poema “Vou me Embora pra Terra do Nada”, de Junielle Ferreira, de Corinto (Bahia). Lucimara recebeu troféu e prêmio de R$800. Já Rosana Diniz conquistou o 2º lugar interpretando Entre-
linhas, poesia para Isabel Pakes, de Ivan Marcon (Cerquilho), e levou para casa troféu e R$650. Na 3ª colocação, ficou André Kaires (Tatuí), que recebeu troféu e prêmio de R$500, pela interpretação do Mar Imaginário, poema escrito por Sérgio Bernardo, de Nova Friburgo (Rio de Janeiro).
Já a Comissão de Júri de Composição esteve formada por Damana Rodrigues (jornalista), Érica Pakes Ferraz (professora) e Regina Gaiotto Marceri (poetisa). Grande vencedor da categoria foi Márcio Prado (Cerquilho), com a poesia Desalento Brasil. Ele levou para troféu e prêmio de R$1.500. Em 2º lugar, ficou Entrelinhas, poesia para Isabel Pakes, escrita por Ivan Marcon, premiado com troféu e R$1.250. Na 3ª colocação, Velha Morada, de Sarah Passarela (Campinas), recebeu troféu e R$1.000.
A Comissão de Apuração do 30º Fepoc foi composta por Meire Citroni, Felipe de Paula e Diego Mantuaneli.