CRHP completa 10 anos de serviços à região


Ideia de oferecer atendimento diferenciado às pacientes teve início em 1996 quando Padovani e Valvano utilizavam videolaparoscopia

Médicos, colaboradores, autoridades e representantes da Mesa Diretora e Administrativa da Santa Casa de Piracicaba participaram, em 23 de março, da solenidade em comemoração aos 10 anos do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba (CRHP) no salão nobre da Santa Casa.
Entre as autoridades, estavam o provedor da Santa Casa, João Orlando Pavão; o presidente da Associação Paulista de Medicina – Piracicaba, Ricardo Tedeschi Matos; e o vereador Gilmar Rotta.
Em seu discurso, o provedor da Santa Casa, João Orlando Pavão, destacou a competência e coragem dos profissionais que tiveram a ousadia de sair da zona de conforto e arriscar no novo para implantar em Piracicaba o primeiro centro de reprodução humana da região, lembrando que este processo sempre contou com respaldo e apoio da Santa Casa de Piracicaba, que cedeu o 5º andar do Hospital Santa Isabel para a implantação da unidade.
Falou, ainda, do orgulho de abrigar uma unidade modelo que, além da alta tecnologia que emprega em seus métodos e da capacitação dos recursos humanos, fez a diferença na vida das pessoas, ajudando casais que têm dificuldade para engravidar. “A unidade hoje, com 10 anos, é uma das responsáveis por garantir à Santa Casa o nível de respeito e reconhecimento dos quais a instituição é merecedora”, disse Pavão.
O presidente da APM Piracicaba, Ricardo Tedeschi Matos, ressaltou que os 10 anos do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba mostram o quanto a Medicina feita com ética, responsabilidade e transparência impacta na vida das famílias e da sociedade. “Trabalho, dedicação, amor absoluto pela Medicina e pela missão de fazer a diferença. Vocês lutaram incansavelmente, buscaram o aperfeiçoamento técnico, atualização, investiram tempo e recursos e formaram um centro de excelência. O Centro de Reprodução Humana de Piracicaba nos orgulha muito enquanto classe médica”, afirmou.
O diretor do CRHP, o médico Paulo Arthur Machado Padovani, falou em nome da equipe e agradeceu a confiança, os colegas, sócios, ex-sócios, colaboradores, funcionários e pacientes.
Destacou que, nestes 10 anos, melhoraram a infraestrutura e, com administração enxuta, progrediram, apesar da crise econômica pela qual passa o País. Passaram também a atender pacientes de baixa renda por meio do projeto Realize. “Nosso trabalho gerou frutos doces. Conseguimos resultados iguais às principais clínicas do País. As crianças nascidas deste trabalho pautado pelo amor e responsabilidade são a prova de que tudo valeu a pena”, disse.