Regonha quer implantação de Delegacia da Mulher


O vice-presidente da Câmara Municipal de Tietê, Junior Regonha (PRP), apresentou na terça, 2 de outubro, requerimento no qual pediu ao Governo do Estado de São Paulo a implantação de uma Delegacia Regional da Mulher.
Segundo Regonha, estudos realizados apontam o crescente número de registros de violência contra a mulher nas unidades policiais dos municípios de Tietê, Cerquilho, Jumirim e Laranjal Paulista. Desse modo, a adoção de medidas de proteção às mulheres vítimas de violência é algo imprescindível.
“A Delegacia da Mulher tem como princípio assegurar tranquilidade à população feminina, vítima de violência, e através das atividades de investigação, prevenção e repressão dos delitos praticados contra a mulher auxiliar as vítimas, seus autores e familiares a encontrarem o caminho da não violência, através de trabalho preventivo, educativo e curativo efetuado pelos setores jurídico e psicossocial”, comentou o vereador.
Requerimento foi aprovado e encaminhado ao Governo do Estado.
SANTA CASA – Na mesma sessão e em outro requerimento, Regonha pediu que Prefeitura estude a possibilidade de aditar o instrumento de parceria firmado com a Santa Casa de Misericórdia de Tietê, a fim de viabilizar a contratação de mais um médico para atender os plantões noturnos, especialmente aos fins de semana.
Objetivo é acelerar os atendimentos médicos de urgência e emergência do Pronto-Socorro de Tietê.
Embora a Santa Casa seja uma entidade filantrópica privada, depende do repasse de verbas públicas para consecução de suas atividades, segundo o vereador.
“Recebemos muitas reclamações de munícipes sobre a demora no atendimento pelos médicos plantonistas, tendo em vista o grande número de pacientes. Atualmente, os serviços de saúde prestados pela Santa Casa de Tietê são imprescindíveis à população tieteense, que conta com atendimento de diversas especialidades médicas, com destaque à qualidade e eficiência da entidade”, disse Regonha.