Largo São Benedito


Por Maria Inês Foltram e colaboradores

Os primeiros anos da Vila da Santíssima Trindade de Pirapora do Curuçá eram de entusiasmado desenvolvimento e, com isso, após o início da construção da capela de São Benedito, fez-se necessário abrir novas ruas para o acesso a ela.
Primeiramente, foi aberta uma rua que passava pelo terreno da construção e seguia até encontrar com a saída para Porto Feliz (hoje, denominada Rafael de Campos). Logo, a rua São Benedito foi aberta pelo mesmo motivo e, assim, formou-se um largo em frente à capela, conforme consta no documento da provisão.
Na época, a portaria episcopal exigia que a capela fosse construída em local alto e com espaço em roda para andar em procissão. Assim, surgiu o Largo São Benedito.
Padre Costa foi o primeiro capelão da igreja de São Benedito e cuidou dela com zelo, carinho e dedicação até a sua morte aos 84 anos em 1901. Ainda que não se tenha dados precisos do número de membros da Irmandade de São Benedito em sua fundação, certamente, a devoção que os conduziu a ingressar fora bem maior que meros números.

Tribuna de Cerquilho

Por Deraldo Rodrigues (in memoriam)

O jornal Tribuna de Cerquilho foi fundado em 3 de fevereiro de 1980. Neste dia, mês e ano, uma edição especial do Nossa Folha dedicada a Cerquilho apresentava um concurso para a escolha do nome do jornal que representaria a imprensa cerquilhense.
Por ocasião deste concurso, o Sistema Gráfico Publicitário (Sigrapel), de propriedade de Iracema Mondin Ferreira, escolheu a sugestão do nome Tribuna de Cerquilho.
O cerquilhense Orlando Subitoni, funcionário aposentado da antiga estrada de ferro Sorocabana, casado com a professora Alice Rodrigues de Almeida Subitoni, foi o vencedor.
Além de mim, Deraldo Rodrigues, o funcionário mais antigo do jornal, ainda trabalhavam na redação: Denisar Alves, José Antonio Carniel, Maria de Lourdes Scudeler, Mário Rodrigues de Moura Jr., Célia Regina Scudeler, Luís Antonio Alves, Ronaldo Moraes, Rosangela de Almeida, Katia Navarro e Marcos Siqueira.
Foi no jornal Tribuna de Cerquilho que lancei a minha coluna Grito de Alerta, que anos depois se tornaria nome de um jornal cerquilhense fundado por mim.