Lipoenxertia dá resultados para se ter mãos mais jovens


Técnica de transferência de gordura refinada proporciona bons resultados estéticos para os pacientes que desejam uma aparência mais jovem de suas mãos, de acordo com artigo no Plastic and Reconstructive Surgery®, jornal da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS).
Em um caderno especial, denominado Ideias e Inovações, o cirurgião plástico Rod Rohrich partilhou sua técnica de enxerto de gordura para o rejuvenescimento das mãos, defendendo que a técnica considera a proeminente anatomia da mão, proporcionando importante contorno e bons resultados estéticos.
Cirurgiões plásticos se deparam diariamente com uma crescente demanda por procedimentos que proporcionem às mãos uma aparência mais jovem. Muitos pacientes submetidos à cirurgia plástica facial também estão interessados no rejuvenescimento das mãos. “Isso porque um paciente que faz rejuvenescimento facial está cada vez mais consciente da dicotomia entre o rosto jovem e as mãos envelhecidas. Curiosamente, pode-se estimar a idade de uma pessoa visualizando as mãos, o que justifica o aumento de interesse por procedimentos para rejuvenescê-las”, afirmou o cirurgião plástico Ruben Penteado.
Técnicas de transferência de gordura, como transferir uma pequena quantidade de gordura de uma área do corpo para outro lugar, têm encontrado vasta gama de utilizações em cirurgia plástica, incluindo os procedimentos cosméticos da mama e os procedimentos faciais.
As técnicas que usam enxerto de gordura para o rejuvenescimento das mãos foram classificadas como duradouras. No entanto, elas têm desvantagens potenciais em termos de aparência final e de “tempo-intensidade”.
Autor do estudo desenvolveu uma técnica de rejuvenescimento das mãos com “acesso mínimo”, usando enxerto de gordura. Cirurgião colhe uma pequena quantidade de gordura do próprio tecido do paciente, geralmente a partir da região interna das coxas, cerca de 20 a 25 mililitros. Através de pequenas incisões no dorso da mão, o cirurgião faz a aplicação das células de gordura colhidas. A gordura injetada é massageada suavemente para criar um contorno suave, preenchendo os ossos e as veias do dorso das mãos que estão deflacionados.
Na experiência dos autores, a técnica de transferência de gordura fornece aparência melhorada e natural por pelo menos seis meses após o procedimento. Recuperação é rápida, sem complicações ou problemas de segurança nos próximos cinco anos.
Transferência de gordura adicional ou a injeção de produtos de preenchimento dérmicos pode ser realizada para “refinar” os resultados, se necessário.