Perfil entrevista Adriano Daruge


Adriano de Oliveira Daruge, filho de Eduardo Daruge e Maria Marcia de Olveira Daruge, nasceu em 16 de janeiro de 1978, em Piracicaba. Formado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP), é médico ortopedista em Piracicaba e em Tietê. Está casado com Janaína Coelho Melaré.
Eu sou? Focado.
Sinônimo de beleza? Obras de Caravaggio.
Cantor e cantora? Frank Sinatra e Etta James.
Ator e atriz? Al Pacino e Cate Blanchett.
Sonho? Viver a vida.
Amor? Minha esposa.
Solidão? Reflexão.
Deus? Supremo.
Religião? Católica.
Filme? Perfume de Mulher – versão americana.
Sonho de consumo? Viagem.
Defeito? Focado demais no trabalho.
Qualidade? Tenacidade.
Lugar? Até agora: Dubrovnik, na Croácia.
Lazer? Viagem.
Qual o livro de cabeceira? Atual – A Revolta de Atlas Ayn Rand.
Qual profissão teria escolhido sem ser a sua? Diplomacia.
Momento da vida para repetir? Encontro com minha esposa.
Alegria? Conhecimento.
Tristeza? Ignorância.
Decepção? Não ter conversardo com meu pai Eduardo antes dele partir.
Receita contra o tédio? Viagem.
Tem saudades do quê? Da Faculdade.
Amizade é? Tesouro.
Amigo(a) especial? Rafael Tinelli, parceiro da faculdade.
Palavra que riscaria do vocabulário? Desprezo.
Ídolo? Winston Churchill.
Frase? “Os dois dias mais importantes da sua vida são: o dia em que você nasce e o dia em que você descobre o porquê” – Mark Twain.
Nota 10 para: aqueles que defendem a liberdade individual.
Nota zero para: Karl Marx e seus ideais.
Grande homem ou grande mulher? Winston Churchill e Margareth Thatcher.
Planos para o futuro? Evoluir para um ser humano cada vez melhor. Esta é a nossa missão.
Recado? Palavras de Steve Jobs: “Stay hungry, stay foolish” (Mantenha-se faminto, mantenha-se tolo).