Regonha apresenta pedidos que beneficiam bairros


Entre as solicitações, estão a manutenção de lâmpadas de postes e de pontos de ônibus circulares, além da limpeza e calçamento de lotes

O vice-presidente da Câmara de Tietê, Junior Regonha (PRP), apresentou na sessão de terça, 5 de setembro, dois requerimentos em que trouxe reivindicações para os bairros Terra Nova e Emílio Gardenal.
No requerimento 548/ 2017, o vereador pediu que a Prefeitura de Tietê providencie a manutenção das lâmpadas dos postes de iluminação pública dos bairros Emílio Gardenal e do Terra Nova, além de realizar a manutenção nos pontos de parada de ônibus circulares e a notificação dos proprietários de terrenos sem limpeza ou calçamento.
“Os moradores alegam a precariedade de iluminação pública, a situação dos pontos de ônibus, a altura do mato dos terrenos particulares e outros problemas nos bairros. No caso dos pontos de ônibus em específico, eles estão sem condições de uso por estarem mal conservados, além de sujos, o que impede a utilização pelos passageiros que usam o serviço de transporte público”, disse Regonha.
No requerimento 546/ 2017, o mesmo vereador pediu que a Secretaria competente da Prefeitura providencie vistoria no acesso aos bairros Emílio Gardenal e Terra Nova, que se dá no início da rua Yusuf Kalil Awad e, principalmente, na rua Luiz Montanham.
Providência a ser tomada é a notificação dos proprietários dos terrenos que não possuem calçamento a cumprir o disposto no artigo 153, do Código de Posturas.
SEMANA DA PÁTRIA – Na segunda, 4 de setembro, o vice-presidente da Câmara, Junior Regonha, participou da programação da Semana da Pátria e integrou o Encontro de Gestores e Docentes realizado no Seminário Santa Teresinha.
Evento contou com palestra do presidente do Fundo de Desenvolvimento da Educação (FDE), João Cury Neto, que falou sobre “Os Desafios da Educação: Humanismo e Gestão”.
CONSERTO DE CALÇADAS – Desde o começo do ano, a Câmara de Tietê cobrava providências junto à Prefeitura em relação à falta de manutenção das calçadas da praça J. A. Corrêa e da Emeb “Ruy Silveira Mello”.
Na sessão ordinária de 22 de agosto, o vereador Junior Regonha voltou a reforçar os pedidos anteriores no mesmo sentido, assim como o vereador Dau Fabri (PHS), que em pronunciamento sobre o requerimento feito por Regonha destacou que já tinha entrado em contato com a Prefeitura diversas vezes para entender o motivo da demora para fazer tais reparos. Tanto que, visando colaborar com a cidade e resolver em definitivo o problema, Dau Fabri se comprometeu a arcar com os custos do conserto da calçada. No entanto, dias depois, a Prefeitura fez os ajustes.
Para o vereador, isso não deixa de ser uma conquista do Legislativo tieteense, que não se cansou de cobrar e até oferecer soluções ao problema.
No último requerimento sobre o assunto, o qual foi assinado por Junior Regonha, o mesmo vereador explicou que “é dever do Poder Público manter as suas calçadas seguras e em condições de uso por parte dos pedestres”.
SAÚDE – Na Câmara de Tietê, na sessão de terça, 5 de setembro, Dau Fabri apresentou o requerimento 554/2017, o qual questiona a Prefeitura sobre o corte no fornecimento de alimentação aos pacientes do município que fazem tratamento em cidades distantes de Tietê.
Vereador lembrou que o transporte de pacientes para tratamento médico é feito diariamente pela Prefeitura e que tais procedimentos são cansativos, fazendo com que as pessoas fiquem enfraquecidas.
“Até o fim de 2016, além do transporte, a Prefeitura de Tietê fornecia lanche para esses pacientes, pois muitos deles chegavam em suas casas sem condições de prepararem qualquer refeição. Mas segundo informações, a partir deste ano, a Secretaria Municipal de Saúde e Medicina Preventiva informou que a Prefeitura não servia mais lanches aos pacientes”, disse Dau Fabri.
Diante disso, o vereador pediu explicações se tal informação procede e qual foi o motivo do referido corte.
IPTU VERDE – No requerimento 539/2017, Dau Fabri questionou a Prefeitura de Tietê se foi realizado algum tipo de estudo para inserção no orçamento de 2018 do impacto orçamentário-financeiro provocado pela renúncia de receita advinda da redução do IPTU de imóveis beneficiados pela Lei 3087/2009, o chamado IPTU Verde.
MOÇÕES – Dau Fabri também apresentou Moção em homenagem à 2ª Vara e ao Juizado Especial Civil e Criminal do Poder Judiciário de Tietê pelo recebimento do certificado “Unidade Judicial Eficiente” em razão de ter sido outorgada duas vezes consecutivas com o Selo Ouro de Produtividade, no programa Judiciário Eficiente, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.
Vereador Junior Regonha prestou homenagem no mesmo sentido à 1ª Vara Civil da Comarca de Tietê também pelo recebimento do Certificado Unidade Judicial Eficiente.