Sentimentos e decisões!


Chegamos a mais um fim de ano, momento de refletir sobre a vida e programar mudanças para o novo ano. Ainda que, para muitos, 2018 não tenha sido fácil, vamos olhar os fatos de maneira corajosa e com entendimento e, assim, ter expectativas positivas que 2019 trará a esperança de dias melhores. Uma boa intenção é usar este período para praticar a expressão de sentimentos e ações não apenas na família, mas em todos os lugares. Isso permite deixar de lado a euforia do dia a dia e ajuda a sermos melhores enquanto indivíduos.
Um exemplo ajuda a entender a ideia proposta. Sabe aquela faxina de fim de ano que fazemos em casa e descartamos tudo que não usamos mais? Essa é uma tradição que mostra nosso desejo de limpeza, abertura de espaço e organização. O que fazemos em casa é semelhante ao que podemos fazer internamente com nosso emocional. Para melhorar, é necessário fazer uma “limpeza” e transformar o que nos limita o crescimento.
Para isso, faça um mergulho interno no lugar mais íntimo do seu emocional. Ali, avalie suas relações e questione-se com tranquilidade: como estão os relacionamentos na sua vida e que tipo de troca tem sido estabelecida entre você e as outras pessoas. São relacionamentos equilibrados? Suficientes? Sacudir a árvore das relações é sempre necessário para resolvermos pendências emocionais. Assim, o que for bom, fica! O que não for, cai!
Voltando ao exemplo da faxina, um emocional que hoje é como um armário cheio de roupas que não servem mais, sem espaço para caber outras novas, é só um incômodo inútil. Por isso, a sugestão é mandar embora todos os sentimentos que atrapalham e impedem de você avançar em questões da sua vida. Fácil não é, mas faz parte.
Porém, para tomar as rédeas da sua vida e perceber pontos fortes e vulnerabilidades, você tem que querer. Muitas vezes, nossa história e nossas crenças nos impedem de termos percepção dos fatos e de alcançar uma visão exata da realidade. Se este é seu caso, desacelere e se pergunte qual é seu propósito aqui. Diante de uma resposta sincera, escolha o que fica na sua vida e siga em busca de dias melhores. Nem sempre os caminhos são abundantes e de felicidade o tempo todo. Não há mágica no fim do ano! Assim é a vida real, cheia de realizações e tropeços.
O ensinamento que fica é o que precisamos cuidar do que está ao nosso alcance e do que podemos escolher. A vida se renova apesar dos pesares e cada um é responsável pelas suas escolhas. Você já sabe o que vai levar para 2019? Ou chegou à conclusão que este é o momento para aprender a lidar de forma diferente com a própria vida? Independentemente da resposta, cuide de você e dos seus sentimentos e acredite na ajuda da Força Divina. Ninguém está só!