Taxa de suicídio é maior em idosos com mais de 70


Documento do Ministério da Saúde apontou ainda que, entre 2011 e 2016, ocorreram 48.204 tentativas de suicídio

Em alusão à campanha Setembro Amarelo, mês de conscientização sobre a importância da prevenção do suicídio, o Ministério da Saúde divulgou o primeiro Boletim Epidemiológico de Tentativas e Óbitos por Suicídio no Brasil.
Um dos alertas é a alta taxa de suicídio entre idosos com mais de 70 anos. Nessa faixa etária, foram registradas média de 8,9 mortes por 100 mil nos últimos seis anos. Média nacional é 5,5 por 100 mil. Também chamam atenção o alto índice entre jovens, principalmente homens, e indígenas.
Com base nos dados do boletim, o Ministério da Saúde lançou uma agenda estratégica para atingir meta da Organização Mundial da Saúde (OMS) de redução de 10% dos óbitos por suicídio até 2020. Entre as ações, destacam-se a capacitação de profissionais, a orientação para a população e jornalistas, a expansão da rede de assistência em saúde mental nas áreas de maior risco e o monitoramento anual dos casos no País e a criação de um Plano Nacional de Prevenção do Suicídio.
“Temos o compromisso de reforçar agora toda nossa rede de atenção psicossocial junto aos gestores locais, visando fortalecer e ampliar a assistência a todos os indivíduos que necessitam de atenção e cuidado neste momento”, afirmou o secretário de Vigilância em Saúde, Adeilson Cavalcante.
Entre 2011 e 2016, o diagnóstico registrou 62.804 mortes por suicídio, a maioria (62%) por enforcamento. Os homens concretizaram o ato mais que as mulheres, correspondendo a 79% do total de óbitos registrados. Os solteiros, viúvos e divorciados foram os que mais morreram por suicídio (60,4%). Na comparação entre raça/cor, a maior incidência é na população indígena. Taxa de mortalidade entre os índios é quase três vezes maior (15,2) que o registrado entre os brancos (5,9) e negros (4,7).
“Temos reunido esforços entre vigilância e assistência em saúde com programas de prevenção e cuidado da saúde mental para diminuir a mortalidade por suicídio”, disse Quirino Cordeiro Junior, coordenador-geral de Saúde Mental, álcool e outras drogas do Ministério da Saúde.
Entre os jovens de 15 a 29 anos, o suicídio é maior entre os homens, cuja taxa é de nove mortes por 100 mil habitantes. Entre as mulheres, o índice é quase quatro vezes menor (2,4 por 100 mil). Na população indígena, a faixa etária de 10 a 19 anos concentra 44,8% dos óbitos.
Documento apontou ainda que, entre os anos de 2011 e 2016, ocorreram 48.204 tentativas de suicídio. Ao contrário da mortalidade, foram as mulheres que atentaram mais contra própria vida, 69% do total registrado.