Fique atento: Uso do telefone celular pode ocasionar má postura


Vício postural se instala quando o indivíduo procura compensar um movimento, adotando posição mais confortável, porém incorreta

Manter uma postura correta é algo fundamental para a saúde musculoesquelética. Entretanto, existem várias posturas para cada tipo de movimento que se realiza no dia a dia. A mais conhecida é manter a coluna reta para evitar dores nessa região ou ainda deformidades, como a cifose, a famosa corcunda.
Mas, ao longo da vida, o ser humano adota certas posturas que se tornam vícios posturais. Segundo a fisioterapeuta Walkiria Brunetti, um vício postural se instala quando se procura compensar um movimento, adotando posição mais confortável, mas quase sempre incorreta.
“Bom exemplo são as pessoas que trabalham sentadas. Elas até podem começar o dia de trabalho com a coluna ereta. Mas depois de oito horas na mesma posição, é bem provável que terminem o expediente afundadas na cadeira, de pernas cruzadas ou em outra posição que já se tornou vício postural”, explicou.
Porém, cada pessoa pode apresentar vários tipos de vícios posturais, como abaixar o pescoço para usar o celular, sentar na ponta de cadeira, dormir de barriga para baixo, entre outros. A fisioterapeuta comentou que é natural que as pessoas procurem posições mais confortáveis para se sentar, deitar, pegar um objeto do chão ou usar o celular, o que tem aumentado os problemas de vício postural.
A fisioterapeuta alertou que conforto não é sinônimo de postura correta. Normalmente é o oposto, ou seja, quanto mais confortável a postura, maior o risco de ser um vício postural e não a postura adequada ao movimento.
A dor é a principal manifestação de um vício de postura, principalmente se ela aparecer depois de um dia de trabalho, por exemplo, ou ainda depois de carregar peso e usar o celular por horas.
“As dores podem afetar a coluna, o pescoço, os ombros, os punhos, os joelhos e os pés. Dependendo da gravidade do vício postural, pode inclusive levar à dor de cabeça tensional, por exemplo”, comentou Walkiria.
Na maioria dos casos, os vícios de postura se instalam sem que a pessoa note. Além das dores, a má postura pode levar a quadros de tendinite, bursites e até mesmo de hérnia de disco.
PILATES – Criada pelo alemão Joseph Hubertus, entre 1920 e 1930, a atividade foi desenvolvida a princípio para restabelecer a saúde e o condicionamento físico do próprio criador, que desde a infância sofreu com graves doenças que o limitavam fisicamente. No entanto, foi ao longo do tempo que o pilates mostrou toda sua importância no cenário da atividade física.
Desde o início, o que se observa em quem pratica pilates é a melhora da postura. O próprio praticante é o primeiro a notar a diferença, pois logo após as primeiras aulas, sente-se mais alongado, mais disposto e com maior energia para realizar as tarefas do dia a dia. Como os exercícios levam o corpo para o eixo vertical, alinha-se as articulações e fortalece a musculatura.