Albergue passa a receber moradores de rua


Albergue passa a receber moradores de rua

Dentro das normas sanitárias, até 31 de agosto, serão atendidas oito pessoas por dia

Na quarta, 8 de julho, por orientação do prefeito Vlamir Sandei (PSDB), secretários e servidores municipais, com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), realizaram abordagem junto às pessoas em situação de rua para testá-las para covid-19 e vaciná-las, além de aferir pressão e verificar a diabetes. Ação ocorreu na praça dr. Elias Garcia no Centro de Tietê.
De acordo com a Prefeitura, a orientação foi que, no período noturno, estes indivíduos sejam acolhidos no Albergue Noturno “Célio Pontes” e outros encaminhados para internação voluntária em Clínica Especializada para tratamento de álcool e drogas para que, posteriormente, seja oferecida uma Frente de Trabalho, reintegrando-os à sociedade.
Considerando tal ação, posteriormente, houve uma reunião na Assistência Social com os secretários municipais para alinhar as condições de atendimento junto aos moradores de rua.
Segundo nota oficial divulgada pelo Albergue Noturno, o atendimento ocorrerá dentro dos 60% de capacidade estipulados pelo decreto estadual, o que representam seis usuários masculinos e duas usuárias femininas.
Para isso, todos os funcionários do Albergue Noturno serão vacinados e testados negativos para a covid-19, assim como os moradores de rua atendidos. Dessa forma, ficou estabelecido que o atendimento ocorrerá de 12 de julho a 31 de agosto, fornecendo abrigo e alimentação.
DOAÇÕES – Considerando que as doações junto a entidade tieteense diminuíram e os recursos financeiros recebidos são baixos, o Albergue Noturno convoca a população para uma campanha solidária para angariar doações. Os itens mais necessários são: toalhas de banho, fronhas, lençóis, sabonete líquido, papel higiênico, desinfetante, água sanitária, álcool gel, sabão líquido para lavar roupa e alimentos (macarrão, arroz, açúcar, café e óleo).