Moradores cobram monitoramento com uso de câmeras


Aparelhos estão instalados na praça central dr. Elias Garcia, mas seguem sem uso

Com os constantes furtos de veículos na região central de Tietê, moradores questionaram o funcionamento das câmeras de monitoramento implantadas na gestão de Maneol David e que, atualmente, não estariam em operação.
“A região central de Tietê tem registrado número considerável de furtos de veículos, principalmente nas imediações da praça dr. J. A. Corrêa, próximo à Prefeitura, e nos arredores da Santa Casa. Acredito que, se houvessem câmeras de monitoramento nestes locais, os crimes seriam inibidos”, comentou um munícipe.
Como forma de cobrar o funcionamento e a implantação de câmeras na área central, o Departamento de Jornalismo deste semanário encaminhou os questionamentos dos moradores à Secretaria Municipal de Trânsito e Segurança.
Segundo o secretário Olavo Luiz de Carvalho, na gestão passada, haviam apenas duas câmeras instaladas na região da praça central dr. Elias Garcia, sendo que apenas uma estava em operação.
No fim de 2016, câmeras de baixa resolução foram doadas ao município e foram instaladas na rodoviária e no seu entorno. “A atual gestão está em meio às tratativas para o Sistema Detecta e, com isso, a região central ganhará novas câmeras e nos acessos ao município”, informou o secretário municipal de Trânsito e Segurança.
Ainda de acordo com Olavo Luiz de Carvalho, está em fase de estudo a seleção de novos guardas civis municipais, por meio do Concurso Público em andamento, o que deverá colocar nas ruas de Tietê, ainda este ano, 19 novos GCMs. Essa realidade tornará possível o aumento de viaturas nas ruas e da fiscalização através das motocicletas e da patrulha rural.