Seja útil, acima de tudo!


Ainda que se tenha momentos de tristeza, a vida é, acima de tudo, uma jornada incrível e uma grande “escola”, onde os seres humanos permanecem em constante aprendizado e evolução. É nela que se vivem lições que geram reflexões importantes, mas que, em meio à turbulência do dia a dia e diante da velocidade do tempo, muitas vezes são apagadas da memória da maioria de maneira automática, o que se permitem anular os exemplos de superação que existem na humanidade.
Por isso, é preciso colocar de lado a atual superficialidade perante à vida e oferecer a ela e às pessoas os valores devidos. Como mostram os ensinamentos de autoconhecimento: precisamos praticar o encanto que existe nos momentos simples, além de se apoiar nos sentimentos cotidianos que colorem a vida, como laços familiares, amigos verdadeiros, a energia da natureza e o lazer com animais. Em meio a isso, ainda vem a questão de permitir que as pessoas sejam ouvidas com paciência e respeito e amadas com seriedade. Quem consegue unir essas práticas, do ponto de vista humanista, pode ser considerado alguém útil e, mais cedo ou mais tarde, colherá os frutos positivos.
Porém, como são poucos os considerados úteis e diante da atual realidade humana, exprima afeto e solidariedade perante à dor e aos limites do próximo. Torne agradável sua companhia assim como as flores deixam parte do seu perfume nas mãos de quem as oferecem. Se você puder, seja útil a quantos o procuram nas necessidades. Ao buscar essa superação, no contexto de humanismo, algo especial será acrescentado por você ao mundo tão necessitado.
Por isso, lembre-se: em você existe um lugar secreto e, nele, reinam a paz e a tranquilidade, sem espaço para temores ou desgostos. Recolha-se nele durante as adversidades e comece a viver dias melhores. Nunca dê guarida aos sentimentos de raiva, ganância, vingança, hostilidade ou insegurança. Todos estes são falsos aliados! Afinal, com seu esforço e ajuda de Deus, além de ser útil, você construirá sua própria cortina protetora. É assim que se cultiva a verdadeira coragem! Longe desses ensinamentos, ninguém conseguiu grandes feitos de fato. Se você se considera um humanista, persiga esse ideal!
É certo que você pagará “um preço”, mas a recompensa espiritual de ser útil ao mundo e à vida vai gerar em si e nas pessoas muitas potencialidades nobres. Portanto, no desempenho da sua vida, sem tentar ser um sabe-tudo nem ter a presunção de ser perfeito, faça o melhor sempre. Comece tentando, porque é possível! Deixe de lado regras rígidas e pratique a verdadeira generosidade e amor incondicional como ensina Deus, o Criador. Afinal, Ele nos criou com esse potencial. Ocorre que, alguns por estarem inseridos em um universo limitado por si mesmos, esquecem que a vida é mais que acumular, a vida é doação!