Sérgio Cuba


Sérgio Cuba

Sergio Luis de Oliveira Cuba (Cuba) nasceu, em 7 de maio de 1973, em Tietê. É filho de Alcides de Oliveira
Cuba (in memoriam) e Terezinha Noqueli de Oliveira.
Trabalha como motorista e representante comercial. É torcedor do São Paulo Futebol Clube.
Está casado com Andréia Aparecida dos Santos Cuba e completarão 25 anos de casados, em 11 de outubro deste ano. Com ela, tem a filha Milena dos Santos Cuba, que cursa Administração. Conheceu a esposa através do amigo Adriano Sacon.
Na infância, adolescência e juventude, Cuba morou no bairro Cohab e seus melhores amigos (até hoje) são Rone, Paulo, Nenê, Fábio Siqueira, Adriano Sacon e Cesinha.
Como jogador, defendeu muitas posições, mas foi como meio de campo que ganhou destaque. Em Tietê, vestiu as cores do AMA, Comercial, Gargalo, Olaria, Santa Cruz e Vireal. Em Cerquilho, jogou pelos times do Cerquilho Atlético Clube (Galo), São Pedro e Usina Santa Maria (Pilon). Em Laranjal Paulista, foi atleta do Morro Vermelho e, na cidade de Sorocaba, jogou pelos times do Avenida, Barcelona e Canto do Rio.
Foi campeão pelo AMA, pelo Avenida, pelo Canto do Rio, pelo Gargalo, pelo Galo, pela Usina Santa Maria (Pilon), além do São Pedro e Morro Vermelho.
Tornou-se jogador influenciado pelo seu falecido irmão Márcio, pelo tio Beto Cuba e primos. Segundo o homenageado, os melhores atletas da sua época foram Xuxa, Chinhão, Quinha Cancian, Adriano Sacon, entre outros.
Um momento inesquecível vivido no esporte foi a final entre Gargalo e Zambianco no ano de 2009, em partida válida pela Copa Tietê. Neste dia, no tempo normal, houve o empate por 1 a 1 e, na prorrogação, novamente empate. Na ocasião, o Gargalo foi campeão invicto com a melhor campanha. Vale registrar que o Gargalo completou 30 anos de fundação no feriado de Sete de Setembro.
Cuba sente saudades da época do Comercial Futebol Clube e de ver jogar atletas como Silvinho Roareli, Jurã Bertola, José Luiz Gregório, Beto Bete, Pires e Giba. Entre seus técnicos e presidentes admiráveis, estão Carlinhos Gardenal, Tadeu Maldonado (in memoriam), Cebola Cancian, Walter Butignoli e Anderson Simão.
PIADINHA DA SEMANA – O funcionário resolve reclamar com o patrão do baixo salário:
– “Chefe, meu salário não está compatível com as minhas aptidões!”
– “Sim, eu sei! Mas não podemos deixá-lo morrer de fome!”

GARGALO FUTEBOL CLUBE – CAMPEÃO MUNICIPAL EM 1995
Em pé: Anderson Simão, Laércio Beloto, Gatão, Guilherme Cancian, Dimas Cancian, Gilberto Neto, Marcelo Canavese, Adriano Sacon, Roberto Júnior (Xuxinha),
Sérgio Luís de Oliveira Cuba e Cassiano Baldo
Agachados: Mário, Ronivaldo Siqueira, Laércio Foresto, Rosendo Pereira, Reinaldo Rocha, Quinha Cancian, Beleza, Adriano Comino (Didico) e Lucas