Tenha solidariedade!


Tenha solidariedade!

Ultimamente, vivemos tão ocupados com os nossos compromissos que nem olhamos para quem passa ao nosso lado e, muitas vezes, só enxergamos o que queremos ver e o que é apenas do nosso interesse, sem nos preocuparmos com nada nem com ninguém, somente com os nossos. Logo, nos esquecemos que a espiritualidade é o maior comprometimento com o “bem”.
Dessa forma, portanto, devemos lembrar que, quando fazemos o bem, com certeza, estamos movidos por Deus, pois Ele está presente em gestos, como a solidariedade, a compaixão, a compreensão, a contribuição, e é isso que precisamos aprender a valorizar. É na solidariedade que encontramos o espaço para que possamos ajudar o outro e, então, sentimos o quanto somos ajudados.
Mas não espere para ser solidário, para ser generoso! Se você pode, ajude de alguma maneira! Afinal, a vida segue seu ciclo e as pessoas têm necessidades diárias, de afeto, de alimentação, de moradia, de trabalho e de tantas outras ações, ainda mais neste tempo de pandemia.
A ideia deste editorial é que cada um reflita e, assim, tente buscar uma resposta de como colocar na sua vida uma prática diária desta ação, já que a grande maioria está sempre tão comprometida com seus afazeres que não dá nem tempo, ou mesmo acredita que não tem recursos materiais e emocionais, somente justificativas.
Este texto quer convidá-lo a desenvolver esta transformação em sua vida. Você que deseja um mundo melhor, saia do mundo do pensamento e seja solidário, de alguma forma, todos os dias. Um gesto de amor ou uma doação espontânea pode mudar o dia de alguém. Portanto, vamos fazer o nosso cotidiano melhor e abençoado, passo a passo, melhorando nossa espiritualidade, praticando a solidariedade e enxergando as pessoas “invisíveis” a tantos olhares e que necessitam de nossa ajuda de forma constante. Deixemos de lado momentos pontuais e vamos conclamar a todos que exercitem o amor e a caridade, sempre.
Ser solidário é uma troca! É se identificar com o problema alheio e, assim, ter capacidade de se colocar no lugar do outro. As formas de ser solidário são muitas e todas são sempre bem-vindas. Participar de qualquer atividade que ajude os outros de alguma maneira é uma forma de manifestar solidariedade. Por isso, comece já a praticar atitudes solidárias e aproveite os benefícios de fazer bem a quem precisa.
Todos sabem (ou deveriam saber) que quem pratica a solidariedade não ajuda apenas o próximo, ajuda a si mesmo, passa a entender as dificuldades e consegue enfrentá-las de maneira diferente. Estas pessoas tornam-se mais felizes, comprometidas e realizadas e, desta forma, sabem encontrar o verdadeiro sentido da vida: dividir para somar!
Portanto, lembre-se todos os dias ao acordar: a solidariedade nada mais é que um ato de bondade, e a bondade um ato de amor! Assim, não é preciso motivo para fazer o bem, só é preciso fazê-lo! Vamos somar?